sexta-feira, 25 de maio de 2012

10 dicas para passar na prova para motociclista - Detran RJ

Já faz três meses que fui aprovado na prova do Detran, mas, se você leu os primeiros posts deste blog, sabe que não foi fácil. Antes da última prova, já tinha sido reprovado duas vezes.

Nas duas ocasiões em que fui reprovado, fiquei bem chateado, frustrado mesmo, mas agora pensando bem, acho que foi bom, pois, tive mais tempo para treinar antes de sair às ruas.

As dicas a seguir estão baseadas na experiência que tive fazendo as provas no Rio de Janeiro, não sei como são as provas em outros estados.


1 - Só peça para agendar a sua prova quando se sentir preparado e confiante.

Não seja afobado como eu fui: Mal tinha feito o número mínimo de aulas e já estava pedindo para agendar o meu exame. Solicite o agendamento apenas quando estiver confiante.

2 - Treine na semana da prova:

Ficar muito tempo sem pilotar antes da prova pode não ser uma boa pedida, por isso, agende, junto à sua auto-escola, um treinamento para a semana da prova.
Atenção!!!! A semana da prova não é o momento de aprender a pilotar. Isso você já deve ter feito antes.
O treino na semana da prova dever servir como um aquecimento para o dia da prova, para não ficar muito tempo sem pilotar e chegar "frio" para fazer bendita prova.
Não exagere, agende uma, no máximo duas aulas seguidas e interrompa a aula quando estiver acertando tudo. Pois, se você estender muito esta aula, poderá ficar cansado, e aí basta um erro para tirar de você a confiança necessária para se sair bem na prova.

2 - Na noite anterior, procure descansar, vá dormir cedo por que o dia será puxado.

3 - Faça o simulado

É comum entre os aspirantes a piloto de moto chegar cedo para fazer o chamado simulado, que nada mais é do que fazer o circuito oficial da prova, algumas horas antes da oficial.
Isso é positivo, pois, o aspirante pode fazer o reconhecimento da pista, que pode ser um pouco diferente da pista onde ele treinou. No meu caso, a pista de treino era um pouco menor, mais estreita, a plataforma não era em degrau (era apenas pintada no chão) e não tinha o redutor de velocidade. Além disso, o simulado também serve como aquecimento para a prova.
Não exagere no simulado. Dê poucas voltas, umas duas, no máximo três. Se você rodar muitas vezes, pode acontecer de se sair bem nas primeiras, mas depois de algumas voltas, por conta do cansaço, pode cometer algum erro e perder a confiança.
Se errar no simulado, não perca a calma, volte e reinicie o circuito. Não se deixe perder a confiança.

4 - Confiança
A palavra chave é confiança. Este é um elemento fundamental para que o aspirante se saia bem na prova. Mas não pode ser em excesso. Muita gente erra bobagem por excesso de confiança.

5 - Mantenha a calma
Mantenha a calma, antes e durante a execução da prova. Você deve pensar que treinou, pensar nas voltas que acertou durante o treino e no simulado e no que fez para que tudo corresse bem nestas voltas.
Evite pensamentos negativos e mentalize a sua volta perfeita.

6 - Relaxe

Se perceber que está ficando ansioso antes da prova, relaxe. Afaste-se um pouco do local, tente ouvir uma música relaxante, dê uma volta pela lagoa, deite na grama à sombra de uma árvore, enfim, faça alguma coisa para sair do estado de ansiedade, ficar ansioso não te ajudará em nada na hora do exame.

7 - Não assista ao exame dos demais
Ficar assistindo o exame dos colegas pode ser prejudicial, uma vez que alguns passam na prova, mas, outros cometem erros e são reprovados e ficar vendo os erros dos outros pode tirar a confiança necessária à realização do exame.

8 - Concentração
Quando chegar a sua vez de fazer a prova, além da calma, você deve se concentrar na prova, fixar o olhar na pista, sentir a moto, não se deixar distrair pelo movimento à sua volta e não entre em conversa com o examinador (fale apenas o necessário). Na minha opinião, alguns deles tentam tirar a tua concentração e até mesmo te induzir ao erro.

9 - Início da prova
Tenha em mente que a prova só inicia quando você inicia o movimento da moto. O examinador irá perguntar se você está preparado e, neste caso, autorizará o início do exame.  
Importante: A autorização para início não é um comando para você partir imediatamente.
Esse momento é seu. Você decide quando iniciar. Respire fundo, inicie quando estiver pronto e faça o que você aprendeu nos treinos.

10 – Ser reprovado não é o fim do mundo

Se você for reprovado, não desista. Ser reprovado não significa que você não é capaz, mas, apenas que não teve um bom momento. A reprovação faz parte do processo. O importante é saber qual foi o erro para não cometê-lo na próxima vez.

Agradecimentos ao instrutor Wander do CFC Vectra, no largo do Anil,  Jacarepaguá, Rio de Janeiro, RJ.

Bom pessoal é isso. Espero que as dicas sejam úteis para alguém e boa sorte!

Saudações e até o próximo post.

13 comentários:

  1. Respostas
    1. Que bom que gostou, Jéssica. Conseguiu? Passou no exame?

      Excluir
  2. Farei a prova na segunda próxima. Bem preparada na verdade nunca estamos para nada. Mas tentarei na calma, obrigada pelas dicas

    ResponderExcluir
  3. vlw amigo. excelente post, me ajudou muito.

    ResponderExcluir
  4. Valeu mano. isso vai me ajudar bastante

    ResponderExcluir
  5. Obrigada pelas palavras, estava precisando disso, dia 01 agora reprovei pela 2ª vez, estou arrasada...mas já paguei o duda para a próxima. Quero voltar aqui e relatar minha vitória.

    ResponderExcluir
  6. valeu pena que nao vi antes ja fui reprova 3 vezes,eu acho um absurdo eles reprovan por pouca coisa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E o pior é que o emocional da gente é que nos reprova. No simulado faço tudo direitinho.

      Excluir
    2. Que bom que gostaram do post. Quando conseguirem, me avisem. Boa sorte!

      Excluir
  7. Fiz meu exame ontem, tinha tudo pra passar, cheguei tranquilo, confiante,vi que a pista era mais fácil do que a do treino e como executo todo circuito sem dificuldade relaxei mais ainda. Só não contava com um detalhe: o instrutor regulou a aceleração da moto extremamente alta e eu fiz o circuito praticamente segurando a moto no freio. Ao concluir o "OITO" num declive da pista(buraco) freei mais da conta e botei o pé no chão. Só DEUS sabe se foi intencional essa regulagem, mas me prejudicou. Estou decepcionado.Parabéns pelo Post.

    ResponderExcluir
  8. Olá amigo, pesquisando na net achei seu blog e gostei muito, me trouxe alivio e confiança para tentar de novo. Fui reprovado recentemente no exame de moto, e confesso, fiquei decepcionado, arrasado, fracassado, vontade de desistir, mas como vc disse as coisas boas são difíceis e sei que no final vai valer toda luta, a derrota tbm faz parte da vida. Vou contar como reprovei, eu era perfeito nas aulas, dificilmente errava, mas no dia da prova arranquei, joguei segunda marcha, passei 3 cones e perdi o controle da moto e fui parar no meio fio, sem nem saber o pq, coisa que nunca tinha acontecido antes, nem nas aulas e nem na vida (já ando de moto), cometi erros que vc descreve muito bem no seu blog, fiquei olhando as pessoas reprovarem, quando o examinador perguntou se eu estava pronto eu já logo sai sem ao menos respirar, erros que comprometeram meu desempenho na prova. Agora é esperar a outra prova e encarar de frente, partir pra dentro e conquistar esse objetivo que sei que no final vai valer todo esforço. Uma pena que aqui não tenha simulado, ia ajudar muito.

    ResponderExcluir